França pede que Vaticano assuma "responsabilidades" sobre religioso acusado de abuso
capa

França pede que Vaticano assuma "responsabilidades" sobre religioso acusado de abuso

Denunciantes solicitam que Igreja Católica suspenda permanentemente imunidade diplomática de seu representante

Por
AFP

Apenas Vaticano retirar imunidade de Ventura pelas duas denúncias que pesam contra embaixador

publicidade

A ministra francesa de Assuntos Europeus, Nathalie Loiseau, pediu nesta sexta-feira ao Vaticano que assuma suas "responsabilidades" após as acusações de agressão sexual contra seu representante na França. "Espero que a Santa Sé assuma suas responsabilidades", declarou a ministra em resposta a uma pergunta do canal CNEWS sobre uma possível suspensão da imunidade diplomática do núncio apostólico, Luigi Ventura, embaixador do Vaticano na França.

Duas denúncias foram apresentadas na França contra o religioso italiano de 74 anos por contato sexual. Na edição de quinta-feira do jornal francês Libération, três homens - incluindo dois que apresentaram denúncias - acusaram o núncio de agressões sexuais e pediram a retirada de sua imunidade diplomática para a continuidade da investigação. "Se os fatos se confirmarem, seriam fatos particularmente graves porque quando você é uma autoridade religiosa supõe-se que você é uma autoridade moral, portanto é um fator agravante", disse Loiseau.

"No momento, (o núncio) tem imunidade diplomática, mas a Santa Sé está evidentemente a par das acusações graves contra o núncio apostólico e não tenho nenhuma dúvida de qua a Santa Sé tomará a boa decisão", completou a ministra, insinuando desta maneira que a França solicita ao Vaticano a retirada da imunidade. Com a imunidade de jurisdição, os diplomatas não têm a princípio a obrigação de comparecer às jurisdições francesas das áreas penal, civil e administrativa.

A imunidade só pode ser retirada pelo país que o embaixador representa. O Estado francês pode declarar 'persona non grata' um representante estrangeiro, que deve retornar a seu país. O núncio e diplomata Luigi Ventura ocupa seu cargo em Paris desde 2009. Ele é responsável pela relações da Santa Sé com as autoridades francesas, assim como pelos bispos da França.