Granada da Primeira Guerra Mundial é encontrada em carregamento de batatas francesas

Granada da Primeira Guerra Mundial é encontrada em carregamento de batatas francesas

Artefato de oito centímetro de largura estava no meio de carga de tubérculos importada por Hong Kong

AFP

Polícia transmitiu um vídeo em que agentes transportam a granada para um buraco antes de explodi-la

publicidade

Uma granada de mão alemã da Primeira Guerra Mundial foi descoberta em um carregamento de batatas importadas da França para uma fábrica de batatas fritas de Hong Kong, informou a polícia local. O artefato, encontrado no sábado, na fábrica da Calbee Snacks, foi neutralizado sem problemas. "A granada estava em um estado instável, uma vez que foi ativada, mas não explodiu", disse o comissário Wilfred Wong Ho-hon a repórteres.

A polícia transmitiu um vídeo em que agentes transportam a granada para um buraco antes de explodi-la. O artefato tinha oito centímetros de largura e pesava um quilo. A polícia não especificou a origem geográfica exata do carregamento de batatas. Segundo vários historiadores, a granada teria sido abandonada em uma trincheira durante a Primeira Guerra Mundial. A área teria se transformado em uma plantação de batatas e a bomba posteriormente coletada junto com os tubérculos.

"Se estivesse coberta de lama, provavelmente foi abandonada pelos soldados durante a guerra", disse Dave Macri, especialista em história militar da Universidade de Hong Kong, ao South China Morning Post. "Então eles cobriram a trincheira, que acabou se tornando uma plantação". Não é a primeira vez que a polícia da ex-colônia britânica encontra munição antiga, mas geralmente são bombas americanas lançadas no território, nas mãos dos japoneses durante a Segunda Guerra Mundial.

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895