Incêndio em casa de repouso para pessoas com deficiência na França deixa nove mortos

Incêndio em casa de repouso para pessoas com deficiência na França deixa nove mortos

Autoridades mobilizaram 76 bombeiros para apagar as chamas

AFP

publicidade

Ao menos nove pessoas morreram e duas continuam desaparecidas após um incêndio nesta quarta-feira em uma casa de repouso de férias para pessoas com deficiência no nordeste da França. "Localizamos nove corpos e ainda procuramos dois", declarou à AFP o tenente-coronel Philippe Hauwiller, que comanda a operação de resgate. Drones, cães farejadores e socorristas trabalham para localizar os corpos, acrescentou.

As autoridades temiam as mortes das 11 pessoas que estavam desaparecidas. "Não há muitas dúvidas, pois estavam no local e não conseguiram sair", declarou o secretário-geral da prefeitura de Haut-Rhin, Christophe Marot.

As vítimas do incêndio em uma antiga fazenda reformada de Wintzenheim seriam um funcionário e 10 adultos com deficiência intelectual leve de Nancy, cidade do leste da França, que estavam de férias. "Diante desta tragédia, meus pensamentos estão com as vítimas, os feridos e suas famílias", escreveu o presidente francês, Emmanuel Macron, na rede social X, antes conhecida como Twitter.

A primeira-ministra francesa, Élisabeth Borne, está a caminho do local do incêndio. Os bombeiros foram alertados às 6h30min (1h30min de Brasília) sobre o incêndio. Das 28 pessoas presentes na casa de repouso, apenas 17 foram resgatadas, informou Marot. Ele explicou que aquelas que estavam no térreo conseguiram sair do local de maneira mais rápida.

"O incêndio foi controlado rapidamente, apesar da violência das chamas", afirmou a prefeitura da região em um comunicado. "Uma pessoa foi levada para o hospital em situação de emergência relativa e outra se encontrava em estado de choque", acrescentou a nota.

O local, alugado por uma associação francesa de ajuda a pessoas com deficiência, ficava em uma antiga fazenda reformada de 500 metros quadrados de superfície, com dois andares e sótão, segundo os bombeiros. O incêndio começou no térreo.

O incêndio foi "generalizado", afirmaram os bombeiros, que chegaram ao local 15 minutos após a ligação de alerta da proprietária da casa de repouso, que mora nas proximidades. "Por volta das 7h, não havia mais nada", disse o vice-prefeito de Wintzenheim, Daniel Leroy. "A parte superior do imóvel foi completamente incendiada e o telhado desabou", afirmou Leroy. Ele disse que os ocupantes estavam dormindo quando as chamas atingiram o local.

Solange Halter, 61 anos, vizinha do local, descreveu à AFP uma "enorme coluna de fumaça". Florine, outra moradora da região, de 23 anos e que preferiu não revelar o sobrenome, disse que viu "uma grande nuvem de fumaça e grande chamas". "Chegaram muitos caminhões de bombeiros. A rua foi bloqueada. Muitas pessoas pararam para olhar", recorda.

As autoridades mobilizaram 76 bombeiros, quatro veículos de combate às chamas e quatro ambulâncias, além de outros dispositivos para controlar o fogo e atender as vítimas. Também foram acionados 40 gendarmes. O último grande incêndio fatal na França aconteceu em 2016, quando 14 pessoas morreram em 5 de agosto no subsolo do bar 'Cuba Libre' em Rouen (noroeste).


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895