Joe Biden acelera entrega de armas dos Estados Unidos à Ucrânia

Joe Biden acelera entrega de armas dos Estados Unidos à Ucrânia

Presidente norte-americano usou como base uma medida criada durante a Segunda Guerra Mundial para ajudar os países Aliados

R7

Estados Unidos estão fornecendo bilhões de dólares em armas para a Ucrânia

publicidade

O presidente norte-americano, Joe Biden, acelerou nesta segunda-feira o envio de armamento à Ucrânia com base em uma medida criada durante a Segunda Guerra Mundial para ajudar aliados dos Estados Unidos a derrotar a Alemanha Nazista.

Biden assinou a ordem na Casa Branca e informou que seu país apoia os ucranianos "na defesa de seu território e sua democracia perante a guerra brutal de Putin". Admitindo os bilhões de dólares gastos pelos Estados Unidos, Biden disse que "ceder à agressão é ainda mais caro".

Mais cedo, o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ned Price, criticou o presidente russo, Vladimir Putin, por ter, segundo ele, dito algo "absurdo" e insultar a história ao apresentar a invasão russa da Ucrânia como uma operação defensiva no aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista.

"Chamar isto de uma ação defensiva é patentemente absurdo", disse Price a jornalistas. "É um insulto aos que perderam a vida e aos que foram vítimas desta opressão sem sentido", conclui.

Veja Também



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895