Johnson e Von der Leyen avançam em direção a acordo comercial pós-Brexit

Johnson e Von der Leyen avançam em direção a acordo comercial pós-Brexit

Diálogo entre Londres e Bruxelas ocorreu no dia seguinte à nona sessão de negociações

AFP

"Concordamos que é importante encontrar um acordo como base sólida", disse Von der Leyen

publicidade

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, concordaram neste sábado em "trabalhar intensamente" para chegar a um acordo comercial pós-Brexit, segundo fontes oficiais.

Os dois líderes "instruíram seus principais negociadores a trabalharem intensamente para tentar sanar as divergências", disseram o gabinete do primeiro-ministro e a comissão em um comunicado conjunto.

"Foram obtidos avanços nas últimas semanas, mas divergências significativas persistem, não só no setor de pesca, mas também em termos de regulamentação e governança", acrescentaram as autoridades, que prometeram "conversar regularmente sobre o assunto".

O diálogo entre Londres e Bruxelas ocorreu no dia seguinte à nona sessão de negociações, com o negociador europeu Michel Barnier, de um lado, e o britânico David Frost, do outro. As partes expressaram preocupação com o pouco tempo que resta para chegar a um acordo. Johnson espera chegar a um acordo até 15 de outubro e a União Europeia, até o final do mês.

Ainda neste sábado, Ursula von der Leyen utilizou a sua conta no Twitter para informar que conversou, por telefone, com Boris Johnson sobre as negociações para o Brexit. "Embora tenha havido progresso, ainda existem lacunas significativas. Concordamos que é importante encontrar um acordo como base sólida para um relacionamento estratégico", afirmou.

O Reino Unido deixou a UE em 31 de janeiro, mas continua a aplicar as regras europeias até 31 de dezembro. Se não houver acordo nessa data, haverá uma brutal ruptura comercial e aduaneira, em plena crise do coronavírus.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895