Justiça britânica mantém Julian Assange na prisão

Justiça britânica mantém Julian Assange na prisão

Representantes dos Estados Unidos apresentarão recurso contra a decisão de não extraditá-lo

AFP

México foi um dos países que ofereceu asílo político ao criados do WikiLeaks

publicidade

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, terá que permanecer na prisão à espera do recurso que os representantes dos Estados Unidos apresentarão contra a decisão de não extraditá-lo, decidiu a justiça britânica nesta quarta-feira.

"Estou convencida de que há razões para acreditar que se o senhor Assange for colocado em liberdade hoje, ele não se apresentará ao tribunal para enfrentar os procedimentos de apelação", afirmou a juíza Vanessa Baraitser.

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895