Justiça peruana proíbe saída do ex-presidente Vizcarra do país

Justiça peruana proíbe saída do ex-presidente Vizcarra do país

Martín Vizcarra foi destituído sob denúncias de ter recebido propina para autorizar obras públicas quando era governador

AFP

"Política podre", diz o cartaz colado durante protestos contra o atual governo, em Lima

publicidade

A Justiça peruana proibiu nesta sexta-feira o ex-presidente Martín Vizcarra de deixar o país pelo prazo de 18 meses, sob denúncias de que ele teria recebido proprina para autorizar obras públicas quando era governador da região sul de Moquegua, em 2014.

"Dita-se impedimento de saída do país contra o investigado Martín Vizcarra, a medida terá a duração de 18 meses", anunciou a juíza María Álvarez em audiência judicial.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895