Livro de Bolton fornece informações "enganosas" sobre Erdogan, diz Turquia

Livro de Bolton fornece informações "enganosas" sobre Erdogan, diz Turquia

Ex-assessor de Trump afirmou na obra que presidente turco reclamou de investigação judicial

AFP

Governo da Turquia desmente informações sobre Erdogan em livro de Bolton

publicidade

As autoridades turcas denunciaram nesta quinta-feira que o polêmico livro do ex-assessor de Donald Trump, John Bolton, possui informações "enganosas e manipuladas" sobre o presidente Recep Tayyip Erdogan.

Bolton afirma em seu livro que o presidente turco reclamou da investigação judicial contra o grande banco turco Halkbank nos Estados Unidos, suspeito de violar as sanções dos EUA contra o Irã. Segundo o livro de Bolton, Trump teria garantido a Erdogan "que cuidaria do assunto".

Especificamente, o presidente americano teria explicado que os promotores encarregados do caso foram escolhidos por seu antecessor, Barack Obama, mas que ele poderia substituí-los.

Em comunicado, o diretor de comunicação da presidência turca, Fahrettin Altun, disse que o livro de Bolton contém "alegações enganosas, tendenciosas e manipuladas" sobre as conversas entre Trump e Erdogan.

"Está claro que essas distorções e mentiras são provocadas por razões políticas pessoais", afirmou Altun, garantindo que os dois líderes se esforçaram para "consertar" as relações bilaterais apesar de suas diferenças em questões como a guerra na Síria.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895