Navio-hospital deixa Nova Iorque após redução de pacientes

Navio-hospital deixa Nova Iorque após redução de pacientes

Embarcação chegou à ilha em 30 de março para aliviar situação dos hospitais lotados

AFP

Embarcação USNS Comfort partiu de Manhattan, sem grandes cerimônias

publicidade

Um navio-hospital militar dos Estados Unidos deixou Nova Iorque nesta quinta-feira depois de atender pacientes com coronavírus por um mês, no epicentro nacional da pandemia. A embarcação USNS Comfort partiu de um cais de Manhattan logo após o meio-dia local, sem grandes cerimônias.

O navio chegou à ilha em 30 de março para aliviar a situação dos hospitais lotados e foi recebido por multidões.Mas apenas alguns enfrentaram o frio e a chuva nesta quinta-feira para se despedir do enorme navio branco e vermelho, que seguiu para uma base naval dos EUA em Norfolk, Virgínia.

O presidente americano, Donald Trump, enviou a embarcação com 1.000 leitos para a Big Apple quando as projeções sugeriam que o Estado de Nova Iorque precisaria dobrar suas camas de hospital para 110.000 no ápice da pandemia. As internações foram inferiores ao previsto e a tripulação tratou apenas 182 pacientes, sendo 70% com Covid-19, informou a Marinha em comunicado na quarta-feira.

A Covid-19 causou mais de 17.820 mortes na cidade de Nova Iorque, segundo dados do governo. Atualmente, 7.820 infectados estão hospitalizados. Em meados de abril, havia cerca de 20.000.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895