Nova Comissão Europeia terá 13 mulheres e 14 homens

Nova Comissão Europeia terá 13 mulheres e 14 homens

Pastas atribuídas a membros da equipe serão divulgadas na terça

AFP

Lista de indicações foi aprovada pela futura presidente, Ursula von der Leyen

publicidade

A nova Comissão Europeia estará próxima da paridade, com 13 mulheres e 14 homens, segundo uma lista aprovada por sua futura presidente, a alemã Ursula von der Leyen, e divulgada nesta segunda-feira. Na terça-feira, Ursula von der Leyen deverá revelar quais pastas serão atribuídas aos 26 membros de sua equipe, que representam cada um dos países da União Europeia (menos o Reino Unido, que deve deixar o bloco no final de outubro).

Primeira mulher presidente da Comissão Europeia, esta ex-ministra da Defesa da chanceler alemã Angela Merkel estabeleceu o objetivo de alcançar a paridade em sua nova equipe. Está se saindo muito melhor que seu antecessor, Jean-Claude Juncker, do Luxemburgo, que tinha a mesma ambição, mas obteve dos Estados membros apenas nove candidatas contra 19 homens.

O Parlamento Europeu deve auditar entre 30 de setembro e 8 de outubro todos os membros da nova equipe. O processo terminará com a votação de posse do novo executivo em 22 de outubro, durante sessão plenária em Estrasburgo (França), antes da nova Comissão tomar posse em 1º de novembro.

Veja a lista dos indicados:

Áustria: Johannes Hahn
Bélgica: Didier Reynders
Bulgária: Mariya Gabriel
Croácia: Dubravka Suica
Chipre: Stella Kyriakides
República Tcheca: Vera Jourova
Dinamarca: Margrethe Vestager
Espanha: Josep Borrell
Estônia: Kadri Simson
Finlândia: Jutta Urpilainen
França: Sylvie Goulard
Grécia: Margaritis Schinas
Hungria: Laszlo Trocsanyi
Irlanda: Phil Hogan
Itália: Paolo Gentiloni
Letônia: Valdis Dombrovskis
Lituânia: Virginijus Sinkievicius
Luxemburgo: Nicolas Schmit
Malta: Helena Dalli
Holanda: Frans Timmermans
Polônia: Janusz Wojciechowski
Portugal: Elisa Ferreira
Romênia: Rovana Plumb
Eslováquia: Maros Sefcovic
Eslovênia: Janez Lenarcic
Suécia: Ylva Johansson


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895