Novos protestos da Nicarágua deixam pelo menos um morto
capa

Novos protestos da Nicarágua deixam pelo menos um morto

Confrontos foram registrados na cidade de Masaya

Por
AFP

Novos protestos da Nicarágua deixam pelo menos um morto

publicidade

Pelo menos um morto, vários feridos, detidos e danos à propriedade foram registrados neste sábado na cidade nicaraguense de Masaya, nos confrontos entre manifestantes e policiais, segundo um organismo de direitos humanos. "Há um morto, feridos, detidos. Estamos em fogo cruzado", disse o presidente da Associação Nicaraguense de Proteção a Direitos Humanos (ANPDH), Álvaro Leiva.

Os distúrbios foram registrados nas primeiras horas do sábado, quando as forças de ordem e civis tentavam desbloquear ruas nessa cidade, 30 quilômetros de Manágua. Leiva informou que se coordenava com as autoridades a libertação de 22 pessoas que foram detidas embora não participassem dos protestos.

Desde uma caminhonete houve um "ataque com disparos a barricadas" localizadas no parque San Miguel e os que estavam ali responderam com morteiros, conseguindo que os atiradores se retirassem, segundo um testemunho de um morador por Whatsapp. Também foram ouvidos disparos de morteiros artesanais e tiros.

Foram lançadas bombas de gás lacrimogêneo, enquanto a população advertia sobre "um francotirador posicionado" no parque. A população organizou a autodefesa da cidade com barricadas. O sino da igreja alerta os vizinhos de ataques de grupos de choque aliados ao governo e forças antidistúrbios. Masaya, uma das cidades mais povoadas da Nicarágua, sofreu dois ataques de grupos de choque aliados ao governo e de forças antidistúrbios.