Oito suspeitos em caso dos 39 corpos são presos no Vietnã

Oito suspeitos em caso dos 39 corpos são presos no Vietnã

Três pessoas já foram presas e liberadas sob fiança no Reino Unido

AFP

Autoridade britânica confirma nacionalidade belga dos migrantes mortos

publicidade

A polícia do Vietnã anunciou a detenção de oito suspeitos de envolvimento na morte de 39 pessoas, provavelmente migrantes vietnamitas, encontradas em um caminhão frigorífico no Reino Unido. As autoridades da província de Nghe An (centro), de onde seriam procedentes a maioria das vítimas, prenderam oito suspeitos envolvidos com redes de traficantes.

A informação foi divulgada por Nguyen Huu Cau, comandante de polícia da província. Na semana passada, dois vietnamitas já haviam sido detidos. No Reino Unido, o motorista norte-irlandês do caminhão frigorífico foi indiciado por homicídio culposo, lavagem de dinheiro e conspiração para favorecer a imigração ilegal.

Outro norte-irlandês supostamente envolvido no caso compareceu ao Alto Tribunal de Justiça de Irlanda para ser extraditado ao Reino Unido. Três pessoas foram detidas e depois liberadas sob fiança pela polícia britânica. A descoberta dos cadáveres em 23 de outubro provocou uma onda de indignação internacional e deixou em evidência as redes de migração clandestina entre Vietnã e Europa.

Os corpos dos 39 migrantes - 31 homens e oito mulheres - foram encontrados em uma zona industrial de Grays, a 30 km de Londres. Até o momento a polícia não divulgou informações sobre as causas exatas das mortes. O contêiner em que estavam os migrantes chegou de balsa ao porto de Purfleet, no Tâmisa, procedente de Zeebruges, na Bélgica. Embora as vítimas ainda não tenham sido oficialmente identificadas, à espera dos testes de DNA, as autoridades britânicas afirmaram na semana passada que provavelmente são vietnamitas.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895