OMS defende restrição de viagens contra mutação do coronavirus

OMS defende restrição de viagens contra mutação do coronavirus

Organização marcou nesta terça-feira encontro com países europeus para definirem juntos estratégias para minimizar danos da nova cepa

R7

OMS pede a limitação das viagens para conter a propagação até que melhores informações da mutação

publicidade

O Escritório Europeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta terça-feira uma reunião de seus membros para discutir estratégias de testes, redução da transmissão e comunicação sobre a cepa de coronavírus surgida no Reino Unido.

"Limitar as viagens para conter a propagação é prudente até que melhores informações estejam disponíveis. Cadeias de suprimentos para produtos essenciais e viagens essenciais devem continuar a ser possíveis", disse o diretor da OMS para a Europa, Hans Kluge, em sua conta no Twitter. Ele não revelou a data da reunião.

Vários países europeus fecharam temporariamente suas fronteiras aos viajantes do Reino Unido por causa da cepa, que parece ser transmitida "mais facilmente", embora sua gravidade ainda não seja clara, segundo Kluge.

"Aumentar as medidas de prevenção é crucial", acrescentou o chefe do escritório europeu da OMS.

Há três dias, o governo britânico reforçou as restrições à movimentação da população em Londres e no sudeste da Inglaterra devido ao alarmante aumento de casos do Covid-19, que especialistas associam a uma nova variante do coronavírus altamente contagioso.

Veja Também

 

Ouça:

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895