Otan não pode depender do humor do presidente americano, disse Borrell

Otan não pode depender do humor do presidente americano, disse Borrell

Dirigente disse que organização pode ser tratada como algo “a la carte”

AFP

Josep Borrell respondeu às declarações de Trump

publicidade

A Otan não pode ser uma aliança ‘a la carte’ e depender do estado de espírito do presidente dos Estados Unidos, alertou nesta segunda-feira (12) o chefe da diplomacia da UE, Josep Borrell, em resposta a declarações de Donald Trump sobre países inadimplentes.

"Sejamos sérios! A Otan não pode ser uma aliança 'à la carte'", disse o diplomata espanhol antes de entrar em uma reunião dos ministros da Cooperação e Desenvolvimento da UE, em Bruxelas.

Na opinião de Borrell, a Otan "não pode ser uma aliança militar que funcione dependendo do humor do presidente dos Estados Unidos".

A Otan "existe ou não existe, mas não vou perder tempo comentando qualquer ideia tola que surja durante esta campanha nos Estados Unidos", disse.

No sábado, o ex-presidente dos EUA e novo candidato à Casa Branca causou comoção ao afirmar que, se eleito novamente, não defenderia os países da aliança militar que estão atrasados nos seus pagamentos.

Trump foi ainda mais longe e afirmou que inclusive encorajaria a Rússia a atacar esses países.

No seu discurso durante um comício de campanha, Trump mencionou uma conversa com um líder da Otan, sem especificar quem.

"Um dos presidentes de um grande país levantou-se e disse: 'Se não pagarmos e a Rússia nos atacar, irá proteger-nos?'", contou o magnata.

Segundo ele, a sua resposta foi: "Não, eu não os protegeria; na verdade, encorajaria (a Rússia) a fazer o que quisesse. Vocês devem pagar as suas dívidas".

Veja Também


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895