Paraguai exigirá duas doses de vacina anticovid para entrada no país

Paraguai exigirá duas doses de vacina anticovid para entrada no país

A medida, que isenta viajantes com vacinas que exigem dose única, como a da Janssen, afeta residentes de outros países

AFP

Entre as novas disposições, está estabelecido que maiores de 12 anos devem apresentar testes de PCR

publicidade

O Paraguai exigirá a partir desta quarta-feira duas doses da vacina contra a Covid-19 para a entrada de estrangeiros no país, anunciou nesta segunda-feira o Ministério da Saúde do país.

"Todas as pessoas com mais de 18 anos, independentemente do local de partida, devem apresentar um certificado de vacinação indicando que receberam pelo menos duas doses da vacina contra a Covid-19", informou a autoridade sanitária em comunicado.

A medida, que isenta viajantes com vacinas que exigem dose única, como a da Janssen, afeta residentes de outros países, paraguaios ou estrangeiros residentes no Paraguai.

A entrada sem o certificado de vacinação será permitida a quem apresentar documento que comprove uma condição médica que contraindique a inoculação, bem como a residentes que não possuam a orientação completa ou que afirmem motivos humanitários.

Entre as novas disposições, está estabelecido que maiores de 12 anos devem apresentar testes de PCR com resultado negativo em menos de 48 horas antes de sua admissão, ou testes de antígenos de até 24 horas.

Além disso, devem preencher um formulário de declaração de saúde até 24 horas antes da admissão, disponível no site do Ministério da Saúde (mspbs.gov.py).

As pessoas que entrarem por via terrestre da Argentina, Brasil, Uruguai e Bolívia não serão obrigadas a fazer PCR ou testes de antígenos para detecção da doença antes de suas viagens, como era uma exigência até agora.

Veja Também

O Ministério da Saúde especificou que os residentes nas cidades fronteiriças do Brasil e da Argentina não terão requisitos de saúde para entrar no Paraguai.

"Todas as pessoas que entram com o regime de trânsito de bairro devem comprovar que residem na cidade fronteiriça. Não necessitam de nenhum requisito de saúde para entrar", diz o comunicado oficial.

O Paraguai registrou um total de 3 mortes nesta segunda-feira, duas de pessoas não vacinadas, para um total de 16.673 mortes por covid-19 desde o primeiro caso em março de 2020.

Do total de 51 internados em unidades de terapia intensiva, 39 não estão vacinados, 10 receberam as duas doses e 2 foram inoculados apenas uma vez, informou o relatório de saúde.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895