Policial israelense mata mulher armada com uma faca na Cisjordânia

Policial israelense mata mulher armada com uma faca na Cisjordânia

Região teve aumento de conflitos nas últimas semanas, por causa dos confrontos entre Palestina e Israel

AFP

Mulher se aproximava de uma base militar no momento do confronto

publicidade

Um policial da fronteira israelense matou neste sábado (12) uma mulher armada com uma faca que se aproximava de uma base militar em um cruzamento entre a Cisjordânia e Israel, disse a polícia.

O agente de fronteira, destaco em Qalandiya entre Jerusalém e a Cisjordânia, ordenou que a mulher parasse e atirou, acrescentou a polícia israelense, sem maiores detalhes.

Na sexta-feira, um adolescente palestino foi morto a tiros por soldados israelenses em confrontos paralelos a uma manifestação contra a colonização perto de Nablus, no norte da Cisjordânia. E na quinta-feira, três palestinos foram mortos em tiroteios israelenses na Cisjordânia durante uma operação para deter palestinos procurados na cidade de Jenin, no norte da Cisjordânia.

Os confrontos aumentaram nas últimas semanas na Cisjordânia, em meio às manifestações em Jerusalém e à guerra de 11 dias em maio entre o movimento armado palestino Hamas no poder em Gaza, território palestino sob bloqueio israelense, e o exército israelense.

Existem cerca de 475.000 colonos israelenses na Cisjordânia, onde vivem mais de 2,8 milhões de palestinos.

Veja Também

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895