Putin promete "resposta simétrica" a teste de míssil dos EUA
capa

Putin promete "resposta simétrica" a teste de míssil dos EUA

Governo norte-americano lançou primeiro projétil de médio alcance após Guerra Fria

Por
AFP

Putin promete "medidas exaustivas" em resposta a ação americana

publicidade

O presidente russo, Vladimir Putin, prometeu nesta sexta-feira uma "resposta simétrica" ao recente teste por parte dos Estados Unidos de um míssil de alcance médio, o primeiro executado pelo país desde a Guerra Fria.

"Ordeno os ministérios russos da Defesa e das Relações Exteriores que examinem o nível da ameaça para nosso país pelos atos dos Estados Unidos, e que sejam adotadas medidas exaustivas para preparar uma resposta simétrica", declarou Putin, em uma reunião do Conselho de Segurança.

O teste americano, executado no domingo perto da ilha de San Nicolas, na costa da Califórnia, confirmou o fim do tratado de desarmamento INF, que proibia o uso por parte da Rússia e dos Estados Unidos de mísseis terrestres com alcance 500 a 5,5 mil quilômetros.

O tratado foi oficialmente suspenso há menos de um mês pelas duas potências rivais, que trocaram acusações de violação do pacto. Rússia e China condenaram de forma imediata o teste americano, denunciando o risco de uma "escalada das tensões militares" e de uma retomada da corrida armamentista.