Quatro potências do G7 proibirão importações de ouro russo

Quatro potências do G7 proibirão importações de ouro russo

Exportações do metal representaram cerca de US$ 15,5 bilhões em 2021 para a Rússia

AFP

publicidade

Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Japão vão proibir as importações de ouro russo como parte das novas sanções impostas em resposta à invasão da Ucrânia, anunciou o governo britânico neste domingo no primeiro dia de uma cúpula do G7. "Essas medidas atingirão diretamente os oligarcas russos e atingirão o centro da máquina de guerra de Putin", disse o primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que se reúne há três dias com os líderes das grandes potências industrializadas da Alemanha.

"Putin desperdiça seus recursos no lado negativo nesta guerra inútil e bárbara. Ele alimenta seu ego às custas dos povos ucraniano e russo", acrescentou, citado em um comunicado. "Devemos secar o financiamento do regime de Putin. Isso é o que fazemos com nossos aliados", continuou ele.

A Rússia é um grande produtor de ouro cujas exportações representaram cerca de US$ 15,5 bilhões em 2021, segundo Downing Street. Proibir o ouro russo dos mercados de Londres, um importante centro financeiro para o comércio de commodities, terá "um enorme impacto na capacidade de Putin de arrecadar fundos", insistiu o governo britânico.

Os oligarcas russos correram para transformar seus ativos em ouro para evitar o impacto das restrições financeiras de Moscou.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895