Rússia anuncia nova retirada de tropas da Crimeia

Rússia anuncia nova retirada de tropas da Crimeia

Há várias semanas, os países ocidentais expressam inquietação com a possibilidade de uma invasão na Ucrânia

AFP

Rússia anuncia nova retirada de tropas, desta vez na Crimeia

publicidade

O governo da Rússia anunciou nesta quinta-feira que prossegue com a retirada militar da Crimeia, península ucraniana anexada, onde a presença de tropas de Moscou alimentava os temores de uma invasão.

"As unidades do distrito federal do Sul que terminaram sua participação em manobras táticas nas bases da península da Crimeia estão voltando para suas bases em trem", afirmou o ministério da Defesa russo às agências de notícias.

Um canal de televisão local exibiu imagens de um trem com caminhões militares atravessando a ponte que liga a Crimeia ao território russo.

Paralelamente, o ministério da Defesa também anunciou que algumas unidades de tanques estão retornando para suas bases depois que participaram em manobras militares.

Um trem militar com equipamentos de unidades de blindados do distrito militar do Oeste "começou a seguir para suas bases permanentes depois de completar exercícios nos campos de treinamento, explica o ministério em um comunicado.

Veja Também

Não foi divulgado de onde os tanques partiram ou para onde seguiam. Moscou afirmou apenas que os equipamentos eram conduzidos "a cerca de 1 mil quilômetros de distância".

Há várias semanas, os países ocidentais expressam inquietação com a possibilidade de uma invasão da Ucrânia pela Rússia, que concentrou mais de 100 mil soldados na fronteira.

Após duas semanas de grande tensão, a Rússia, que sempre negou qualquer intenção de invasão, anunciou na terça-feira a retirada de parte de suas tropas.

Os países ocidentais afirmam que não veem as declarações traduzidas em fatos e denunciam que, inclusive, a Rússia está enviando maias tropas para a região.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895