Rússia não detecta substância tóxica no organismo de líder opositor

Rússia não detecta substância tóxica no organismo de líder opositor

Laudo médico aponta para reação alérgica apos detenção em protestos em Moscou

Por
AFP

Opositor contestou versão oficial: "Eu nunca tive uma alergia"


publicidade

Os serviços de saúde russos disseram nesta quarta-feira que não detectaram "nenhuma substância tóxica" no corpo do opositor russo Alexei Navalni, hospitalizado no último domingo oficialmente por causa de uma "reação alérgica grave".

Depois de analisar as amostras biológicas do principal opositor do Kremlin, atualmente preso, "nenhuma substância tóxica foi detectada", declarou à agência de notícias Interfax o chefe do Instituto Sklifosofsky de Medicina de Emergência, Alexei Tokarev.

Condenado na semana passada a 30 dias de prisão, Alexei Navalni foi hospitalizado no domingo antes de retornar para a prisão na segunda-feira. Ele sofria de inchaço das pálpebras e tinha múltiplos abscessos no pescoço, costas, tronco e cotovelos. Sua médica pessoal, que apontou que ele nunca teve uma reação alérgica na vida, questionou esta versão e levantou a possibilidade de envenenamento, falando de um "agente tóxico".

"Eu nunca tive uma alergia", disse Alexei Navalni em uma mensagem postada em seu blog, sem excluir a tese de envenenamento de alguém que entrou em sua cela, quando os detentos estavam ausentes. O caso ocorreu em meio à repressão do movimento de contestação antes das eleições locais de setembro e depois de uma manifestação da oposição em Moscou, marcada por quase 1.400 detenções.