Trump enfatiza no Twitter apoio para Brasil virar membro da OCDE
capa

Trump enfatiza no Twitter apoio para Brasil virar membro da OCDE

Presidente dos EUA classificou reportagem da Bloomberg de "fake news"

Por
Correio do Povo

Encontro em março definiu apoio

publicidade

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tuitou enfatizando manter o apoio ao Brasil no "começo do seu processo para ser membro da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico OCDE". Ele classificou de "fake news" a reportagem da Bloomberg.com que relatou que os norte-americanos teriam deixado de apoiar a entrada brasileira na organização.

"O comunicado em conjunto publicado com o presidente Bolsonaro em março deixa absolutamente claro que eu apoio o início dos procedimentos para o país obter sua posição", escreveu Trump. "Os EUA mantém sua posição sobre o comunicado e apoia Jair Bolsonaro."

A informação da Bloomberg.com, de que Romênia e Argentina receberam prioridade para entrarem no organismo, não foi negada.

Em março, em visita de Bolsonaro aos EUA, Trump apoiou o início do processo de adesão do Brasil para se tornar membro pleno da OCDE. Em troca do aceno, Bolsonaro fez concessões unilaterais, como dispensar a exigência de visto a norte-americanos, e começou a renunciar a tratamentos especiais destinados a países em desenvolvimento em negociações com a Organização Mundial do Comércio (OMC), etapa necessária para a adesão.

O apoio dos EUA à Argentina e à Romênia ocorre em um momento em que os dois estão passando por convulsões políticas. No primeiro, o liberal Mauricio Macri enfrenta uma batalha contra o tempo e as urnas para buscar sua reeleição no final deste mês, apesar de ter perdido votação primária por 16 pontos percentuais em agosto para o candidato peronista Alberto Fernández.  Já a nação europeia perdeu seu terceiro primeiro-ministro nesta quinta-feira – o governo foi deposto em um voto de confiança do Parlamento.