Uber anuncia que deixará de operar na Colômbia após ser processada

Uber anuncia que deixará de operar na Colômbia após ser processada

Decisão vem após a empresa responder a um processo por concorrência desleal e operação regular

AFP

Aplicativo deixa de funcionar na Colômbia a partir do dia 1º de fevereiro de 2020

publicidade

A plataforma Uber anunciou nesta sexta-feira que suspenderá suas atividades na Colômbia a partir de 1º de fevereiro, após responder a um processo por concorrência desleal e operação irregular. "Em cumprimento ao processo enviado pela Superintendência de Indústria e Comércio (SIC), no último 20 de dezembro, a partir da 0h do dia 1º de fevereiro de 2020 a Uber deixará de funcionar na Colômbia", anunciou a plataforma em um comunicado oficial. 

Em sua conta no Twitter, a empresa postou uma ilustração na qual um automóvel branco aparece saindo do país com um cartaz dizendo "o seu Uber está indo embora da Colômbia". "Tchau, quem sabe até logo. #UmaSoluçãoJáParaUber", diz o texto que acompanha a publicação.

A decisão, de primeira instância e apelada pela empresa, ocorreu após um movimento dos taxistas contra as operações da Uber, que acusam a empresa de prestar serviço de forma irregular, violando as normas do mercado. O funcionamento da Uber como aplicativo digital é permitido pelo Ministério de Tecnologia da Informação e da Comunicação, ainda que a prestação do serviço seja ilegal.

Na Colômbia, a empresa americana tem mais de 88 mil motoristas em várias cidades. Em algumas cidades do mundo a Uber já não opera como resultado das reclamações. A empresa americana não oferece serviços na Catalunha, Bulgária, Hungria, Dinamarca e no norte da Austrália.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895