União Africana não aceitará golpe de Estado militar no Zimbábue

União Africana não aceitará golpe de Estado militar no Zimbábue

Ditador Robert Mugabe está em prisão domiciliar

AFP

União Africana não aceitará um golpe de Estado militar no Zimbábue

publicidade

"Jamais aceitaremos o golpe de Estado militar no Zimbábue", advertiu nesta quinta-feira o chefe de Estado da Guiné, Alpha Condé, presidente em exercício da União Africana (UA). A UA também exigiu o "retorno da ordem constitucional no país".
"Exigimos o respeito à Constituição, o retorno à ordem constitucional. Jamais aceitaremos o golpe de Estado militar", declarou Condé em entrevista a jornalistas franceses em Paris.

O Exército do Zimbábue colocou na quarta-feira o presidente Robert Mugabe, de 93 anos, em prisão domiciliar e assumiu o controle da capital, Harare, em uma operação dirigida contra o entorno do mais velho governante em exercício do mundo.

Apesar dos indícios, os militares asseguraram que sua intenção não é a de um golpe de Estado.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895