Venezuela enviará 150 mil militares para fronteira com Colômbia
capa

Venezuela enviará 150 mil militares para fronteira com Colômbia

Manobras foram ordenadas por Maduro após denunciar suposto complô colombiano visando um "conflito militar"

Por
AFP

Tanques, blindados com mísseis e dezenas de soldados já passaram pelo aeroporto de La Fría

publicidade

A Venezuela mobilizará cerca de 150 mil homens para as manobras militares iniciadas nesta terça-feira na fronteira com a Colômbia, em meio à crescente tensão entre Caracas e Bogotá, informou o comando da Força Armada. Tanques, blindados com mísseis e dezenas de soldados já passaram pelo aeroporto de La Fría, no estado de Táchira (oeste).

As manobras na fronteira de 2.200 km com a Colômbia, ordenadas pelo presidente Nicolás Maduro após denunciar um complô colombiano visando um "conflito militar", prosseguirão até o dia 28 de setembro. "A Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) é uma força de paz (...). Respeitamos as forças armadas de todo o mundo, mas não temos medo de ninguém", disse o chefe do Comando Estratégico Operacional, almirante Remigio Ceballos, na pista do aeroporto de La Fría.

Colômbia e Venezuela, com relações cortadas desde fevereiro, estão envolvidas em uma nova tensão bilateral após o presidente colombiano, Iván Duque, acusar Caracas de abrigar dissidentes da guerrilha das Farc. Na véspera, Maduro denunciou que "nos últimos três meses tentaram, a partir da Inteligência do governo colombiano, cooptar suboficiais e oficiais venezuelanos para afetar nosso sistema de radares, sistema de defesa aérea e seus aviões, sistema de defesa antiaérea e o sistema de mísseis".