Vizcarra promulga decreto para eleições legislativas em 2020
capa

Vizcarra promulga decreto para eleições legislativas em 2020

Processo eleitoral ocorrerá em 26 de janeiro

Por
AFP

Processo eleitoral ocorrerá em 26 de janeiro

publicidade

O presidente peruano, Martín Vizcarra, promulgou nesta quarta-feira um decreto de urgência que estabelece medidas excepcionais para garantir a realização de eleições legislativas em janeiro de 2020, após a dissolução do Congresso. "O Conselho de Ministros, liderado pelo presidente Martín Vizcarra, aprovou hoje um decreto de urgência que estabelece medidas de emergência e excepcionais que permitam aos organismos eleitorais garantir o desenvolvimento das eleições para um novo Congresso, que serão realizadas em 26 de janeiro de 2020", anunciou o premier Vicente Zeballos.

Neste processo eleitoral, "o governo terá um papel neutro", declarou Zeballos, ao lado do chanceler Gustavo Meza-Cuadra e das ministras da Economia, María Alva, e Justiça, Ana Revilla. Este é o primeiro decreto de urgência promulgado pelo governo após a dissolução do Congresso, adotada por Vizcarra no dia 30 de setembro. Por meio desta medida se habilita os organismos eleitorais para que emitam os regulamentos e normas necessárias à realização das eleições, assim como a adequação dos procedimentos e prazos do calendário eleitoral.

O Juri Nacional de Eleições (JNE) informou há alguns dias que instalará 60 Juris Eleitorais Especiais (JEE) em todo o país para garantir uma votação justa durante as legislativas. O Decreto de Urgência será publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial.