Apreensão de lâmpadas automotivas falsificadas revela uma rede de comércio clandestino
capa

Apreensão de lâmpadas automotivas falsificadas revela uma rede de comércio clandestino

Polícia Civil localizou mercadoria em uma autopeças em Porto Alegre

Por
Correio do Povo

Delegacia do Consumidor vai investigar origem do produto idêntico ao original

publicidade

A apreensão pela Polícia Civil de cerca de 500 lâmpadas automotivas falsificadas, idênticas ao modelo de uma marca conhecida, pode indicar a existência de uma organização criminosa especializada. A avaliação foi feita pelo titular da Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor, Saúde Pública e da Propriedade Intelectual, Imaterial, Industrial e Afins (Decon) do Departamento Estadual de Investigações Criminais, delegado Joel Wagner, na manhã desta sexta-feira. “Vamos aprofundar a investigação. Queremos saber de onde esse produto foi fabricado e como ele adquiriu essas lâmpadas. Queremos chegar até a cadeia que esteja fabricando e distribuindo”, enfatizou. Ele constatou que as lâmpadas automotivas estavam em evidente desacordo com o produto fabricado originalmente e serão agora submetidas à análise do Instituto-Geral de Perícias.

Segundo o delegado Joel Wagner, o recolhimento da mercadoria falsa ocorreu na quinta-feira em um estabelecimento comercial de autopeças na avenida Bernardino Silveira Amorim, no bairro Sarandi, em Porto Alegre, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão. O proprietário da loja, de 55 anos, foi conduzido para a Decon, sendo interrogado e posteriormente liberado, devendo por ora responder em liberdade o inquérito policial. “Ele será indiciado por delito contra a propriedade industrial, estelionato e crime contra as relações de consumo”, adiantou.