Assassinato de idoso é investigado pela Polícia Civil em Xangri-Lá

Assassinato de idoso é investigado pela Polícia Civil em Xangri-Lá

Adolescente, filha adotiva da vítima, é a principal suspeita de ter cometido o crime

Correio do Povo

publicidade

A DP de Xangri-Lá, sob comando do delegado Roland Short, investiga o assassinato de um idoso, de 66 anos, ocorrido na tarde de sexta-feira passada próximo à piscina de uma casa em um condomínio residencial, que fica localizado na avenida Diamante, na praia de Rainha do Mar. A filha adotiva da vítima, uma adolescente de 17 anos, é a principal suspeita de ter cometido o crime.

Ela foi encaminhada à Polícia Civil, onde foi autuada. Um procedimento de apuração por ato infracional foi aberto. “Vamos remetê-lo no tempo hábil e com as oitivas pertinentes”, resumiu o delegado Roland Short nesta terça-feira à reportagem do Correio do Povo.

Sobre a motivação do homicídio, o delegado Roland Short informou que “estamos apurando”. Ele afirmou ainda que os familiares serão novamente interrogados. Uma personal trainer que deu aula para a filha adotiva já foi ouvida pelos policiais civis.

Mobilizado inicialmente na ocorrência, registrada por volta de 16h de sexta-feira, o efetivo do 2º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (2º BPAT) da Brigada Militar encontrou a vítima com um corte na jugular. No local, a esposa dele, de 49 anos, relatou que estava na sala quando seu marido passou correndo com a mão no pescoço e pediu para ela pegar o carro e levá-lo ao hospital.

No entanto, o idoso tombou sem vida próximo ao veículo. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atestou o óbito. Conforme o delegado Roland Short, o objeto do crime teria sido um objeto semelhante a uma adaga e usado como adorno na residência, que foi isolada para o trabalho do Instituto-Geral de Perícias (IGP).


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895