Brigada Militar atua contra aglomerações que desrespeitam decretos em três cidades gaúchas

Brigada Militar atua contra aglomerações que desrespeitam decretos em três cidades gaúchas

Houve até prisões e apreensão de armamento e drogas durante as ações em conjunto com órgãos de fiscalização municipal

Correio do Povo

publicidade

Três aglomerações foram dispersadas durante operações da Brigada Militar com os órgãos de fiscalização municipal, relacionadas ao descumprimento de decretos sobre a pandemia do novo coronavírus, entre a noite de sexta-feira e madrugada deste sábado.

Em Lagoa Vermelha, o flagrante ocorreu em uma boate situada no bairro Alto Pedregal, onde encontravam-se 21 pessoas. No momento da chegada dos policiais militares e dos fiscais, os seguranças da casa noturna fecharam as portas para impedir a entrada. Houve o uso de força então para acessarem o local. Todos os presentes foram autuados por desobediência ao decreto municipal.

Na revista na boate, os policiais militares apreenderam uma espingarda adulterada para calibre 22, dezenas de munições de calibres 22 e 12, além de 116 gramas de cocaína, uma balança de precisão e um sistema de videomonitoramento com três radiocomunicadores e dois aparelhos DVR, usados pelos seguranças, entre outros objetos. Houve oito prisões em flagrante com a descoberta do material, incluindo o casal de proprietários da casa noturna.

Em Passo Fundo, uma lanchonete na área central da cidade reunia cerca de 50 pessoas que foram identificadas durante a blitz. Por desrespeitar os protocolos dos decretos vigentes, o estabelecimento comercial foi interditado. O proprietário foi autuado e multado.

Já em Barra do Ribeiro, um criminoso foi detido no bairro Mate Doce. Ele estava em uma aglomeração e tentou fugir ao avistar os policiais militares pois encontrava-se foragido. O indivíduo tinha um mandado de prisão contra si. O criminoso tem antecedentes até por latrocínio.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895