Brigada Militar impede plano de fuga de apenados da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas

Brigada Militar impede plano de fuga de apenados da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas

Veículo foi localizado pelo efetivo do 28º BPM na ERS 401 com planos em detalhes

Correio do Povo

Abordagem teve depois apoio da PRF

publicidade

A Brigada Militar impediu na manhã desta quinta-feira a execução de um plano de resgate de dois apenados que estão atualmente recolhidos na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc). Um deles é o criminoso de alta periculosidade conhecido como Fábio do Gás, que comanda o tráfico de drogas em Rio Grande e tem ligação com a facção Os Manos. Ele fez parte dos detentos transferidos na operação Pulso Firme em julho de 2017 para penitenciárias federais, mas retornou em agosto de 2018. Já o outro tem apelido de Foca, parceiro dele.

Alertado sobre a presença suspeita de um automóvel pelo setor de inteligência da Divisão de Segurança e Escolta (DSE) da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) que monitorava o caminho de uma escolta para Porto Alegre, o efetivo do 28º BPM localizou um Kia Cerato, de cor prata, no acostamento da ERS 401, em Charqueadas.

No interior do veículo, os policiais militares encontraram o plano de resgate dos detentos, com mapas, detalhes e esquemas do ataque e rotas de fugas, bem como imagens da Pasc. Dois coletes balísticos e munições de fuzil calibre 556 também foram apreendidos. Não houve prisões.

A Polícia Rodoviária Federal prestou apoio depois à Brigada Militar no local da ocorrência. A Polícia Civil abriu inquérito. Já o Instituto-Geral de Perícias (IGP) dará prioridade na avaliação do material apreendido para subsidiar a investigação.

Conforme o plano, um posto de combustível seria explodido às margens da rodovia, perto da ponte sobre o rio Jacuí, na região onde fica o complexo prisional de Charqueadas. Explosivos seriam detonados junto à Pasc. Grupos fortemente armados com fuzis e pistolas atirariam na guarda externa do estabelecimento prisional e fariam a contenção no entorno.

Já um helicóptero realizaria o resgate dos apenados em local previamente definido nas imediações. Um caminhão-tanque seria incendiado para impedir a aproximação de viaturas. A rota de fuga possivelmente dos envolvidos incluiria Lajeado e Ronda Alta, sendo citada até a cidade paraguaia de Ciudad del Este, na fronteira com Foz do Iguaçu, no Paraná.

A área da PASC recebeu reforço de segurança da Susepe e da Brigada Militar. Houve envio de tropas do Batalhão de Operações Especiais e do 1º Batalhão de Polícia de Choque, além do Comando Ambiental da Brigada Militar e do Batalhão de Aviação Aérea para reforçar o policiamento na região. Ainda pela manhã, os agentes da Susepe realizaram revistas nas celas dos dois detentos, sendo apreendido um telefone celular.

No final da manhã, o vice-governador e secretário estadual da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, esteve reunido com a cúpula da SSP, reunindo todos os órgãos, e com a Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo, além do Ministério Público do Rio Grande do Sul. O objetivo foi alinhar os encaminhamentos e assegurar a devida atenção ao fato.

Foto: BM / Especial / CP


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895