Brigada Militar prende 12 e apreende até fuzil em operação da zona Sul da Capital
capa

Brigada Militar prende 12 e apreende até fuzil em operação da zona Sul da Capital

Moradores de comunidade informaram da tentativa de invasão de membros de uma facção rival na Vila dos Sargentos, em Porto Alegre

Por
Gabriel Guedes

Foi necessário o reforço do Batalhão de Aviação da Brigada Militar em cerco à Vila dos Sargentos, na zona Sul de Porto Alegre


publicidade

A Brigada Militar precisou montar uma operação às pressas na manhã deste domingo para evitar um confronto entre facções rivais na zona Sul de Porto Alegre. A BM foi informada que um grupo estava se preparando para invadir a Vila dos Sargentos e aí foram ao local fazer o cerco. Os policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM) foram recebidos a tiros pelos criminosos. Foi necessário até mesmo o suporte de homens do Batalhão de Aviação e do 1º Batalhão de Polícia de Choque e do 4º Regimento de Polícia Montada para conter o avanço do bando. Até um fuzil foi apreendido e pelo menos 12 homens foram capturados até o começo da tarde.

De acordo com o comandante do 1º BPM, Leandro Luz, a corporação foi comunicada da ação pelos moradores, que ligaram para o 190, por volta das 10 horas deste domingo. “Chegamos lá, os homens 1º batalhão foram recebidos a tiros no Beco dos Amigos. Logo em seguida acionamos os reforços”, relata. Conforme Luz, a região já é um território conflagrado, ocupado há muito tempo pelo tráfico de drogas. Ninguém ficou ferido durante os disparos de arma de fogo. “Geralmente o bando dispara para poder conseguir ter tempo de fugir”, acrescenta.

Luz conta que foi necessário empregar um efetivo de pelo menos 50 policiais para evitar a progressão da ocorrência. “A gente não esperava, mas temos bastante efetivo sempre e ligeirinho conseguimos fazer o cerco. É um local muito fácil de cercar, por que só tem um acesso”, detalha. Como resultado da ação, pelo menos 12 criminosos haviam sido capturados, além de um revólver, uma pistola e o fuzil. A expectativa era de mais suspeitos pudessem ser detidos na tarde deste domingo, já que ainda se mantinha o reforço do policiamento na comunidade.


Os presos foram encaminhados para a área judiciária, no Palácio da Polícia.