Câmera de segurança flagra tiroteio na Vila Conceição, em Porto Alegre; veja vídeo
capa

Câmera de segurança flagra tiroteio na Vila Conceição, em Porto Alegre; veja vídeo

Imagens serão analisadas pela Brigada Militar para identificação de envolvidos

Por
Correio do Povo

Tiroteio na tarde de domingo assusta moradores da Vila Conceição

publicidade

Imagens de câmeras de segurança mostram confronto entre criminosos na Vila Conceição, em Porto Alegre. O tiroteio aconteceu no domingo, às 15h, na rua Paulino Azurenha, bairro Partenon, e não deixou feridos. Contudo, os diversos disparos assustaram os moradores.

No vídeo, de 1min44seg, escuta-se barulho de tiros e, logo depois, três homens armados aparecem, revidando o possível ataque. Um deles – um homem de camiseta preta - sai de uma casa e dispara em direção ao outro lado da rua. Pelas imagens, não dá para identificar onde os outros dois comparsas estavam antes do confronto. Todos os disparos são em direção ao mato do outro lado da rua Paulino Azurenha.

Após alguns segundos, os homens – ainda com as armas empunhadas - retornam correndo e entram na residência. Eles voltam a sair da casa, sendo que além dos três primeiros – outras quatro pessoas aparecem. O homem de camiseta preta volta a atirar e os outros desaparecem das imagens.



A Brigada Militar analisará, na tarde desta segunda-feira, o vídeo, para tentar identificar os criminosos. Ainda não se tem informações de quantas pessoas estariam envolvidas no confronto, já que um dos grupos não teria sido flagrado pela câmera.

De acordo com o major Alonso, o confronto teria sido motivado pelo tráfico de drogas. “A gente está avaliando para saber o que aconteceu. Se foi disputa de ponto de tráfico entre grupos rivais ou desavença entre traficantes do mesmo ponto”, explicou.

A região da Vila Conceição é conflagrada pelo tráfico e diversos confrontos entre grupos rivais são registrados. O major ressaltou ainda que a escalada do tráfico de drogas está ocorrendo devido ao aumento do número de usuários – que, para ele, não são criminalizados. “O aumento do consumo de drogas é o que está causando a disputa de pontos de tráfico”.