Cidade Baixa registra confronto na madrugada entre foliões e Brigada Militar
capa

Cidade Baixa registra confronto na madrugada entre foliões e Brigada Militar

Batalhão de choque da BM utilizou bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar os frequentadores

Por
Mauren Xavier

Moradores do bairro Cidade Baixa acionaram a BM após perturbação de sossego

publicidade

A madrugada desta segunda-feira terminou com uma confusão na Cidade Baixa, em Porto Alegre. Após vários chamados de moradores, a Brigada Militar se deslocou ao bairro devido às reclamações de som alto e tumulto que foliões estavam fazendo na região da rua da República esquina com a avenida João Pessoa. Ao chegarem ao local, os PMs foram atacados pelo grupo com pedras e garrafas. Com isso, o Batalhão de Choque da BM foi acionado e utilizou bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar os foliões. Ninguém ficou ferido.

Porém, esse não foi o único ponto ocupado pelos foliões. Desde o final da tarde de domingo, diversos grupos começaram a se concentrar na rua da República, especialmente na esquina com a Lima e Silva e da José do Patrocínio, basicamente os mesmos locais onde no sábado ocorreu o carnaval oficial. Na apresentação, mais de 25 mil foliões lotaram o trecho da Rua da República. 

Com carros de som, um grupo bloqueou o trânsito na República entre a Patrocínio e a João Alfredo. Sem nenhuma infraestrutura, como banheiros químicos e segurança, os jovens bloquearam totalmente a via. Pouco depois da meia-noite, houve corre-corre e grupo se dispersou parcialmente, indo para a rua João Alfredo e a Lima e Silva. Ao longo da madrugada, a BM dispersou em diversos momentos a concentração em pontos do bairro. 

Com a quantidade de lixo deixado pelo grupo, equipes do DMLU fizeram a varrição e recolhimento de lixo na rua. Mesmo assim, pela manhã, moradores e comerciantes faziam as limpezas das ruas e ainda havia muitos pedaços de vidros no chão da rua da República. Para esta terça-feira, estão previstos os blocos Rua do Perdão e Deixa Falar, também no circuito da Cidade Baixa.