Criança fica ferida após ataque a tiros em festa em Canoas

Criança fica ferida após ataque a tiros em festa em Canoas

Depois do crime, três criminosos foram presos pela Brigada Militar em Porto Alegre

Correio do Povo

Três pistolas e carregadores, além de um veículo, foram apreendidos

publicidade

Três criminosos foram presos pela Brigada Militar em Porto Alegre após invadirem uma festa em Canoas e deixarem seis pessoas feridas a tiros. Um quarto bandido morreu no confronto ocorrido no local da confraternização. A BM apreendeu três pistolas de calibres 380 e 9 milímetros com carregadores, além de um veículo.

Na madrugada desta quarta-feira, os quatro criminosos foram em um Toyota Etios, de cor prata, até uma residência na rua Paraná, no bairro Niterói, em Canoas, onde ocorria uma festa de aniversário. Eles abriram fogo contra quem estava na residência, restando feridos quatro adultos e duas crianças. Uma das vítimas, de sete anos, está em estado grave.

De acordo com a Brigada Militar, os atiradores foram até a casa em Canoas para se vingarem do ataque que teria sido cometido há cerca de dez dias contra amigos deles na área conhecida como Pedreira, na vila Cruzeiro do Sul, em Porto Alegre. Dois dos baleados e feridos na festa seriam os alvos dos disparos.

Policiais militares do 15º BPM foram acionados e realizaram buscas na região. Houve uma rápida troca de informações entre o Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) e o Comando de Policiamento da Capital (CPC).

Em Porto Alegre, o efetivo do 11º BPM localizou e abordou o Toyota Etios na rua João Moreira Maciel, no bairro Navegantes, quando retornava de Canoas. Os três indivíduos foram presos com as armas. Todos são jovens e já possuem antecedentes. O cúmplice, que ficou ferido, ficou no Hospital de Pronto Socorro de Canoas, onde não resistiu aos graves ferimentos e teve óbito.

A BM constatou ainda que o automóvel estava com placas clonadas e havia sido roubado na avenida Teresina, no bairro Medianeira, na Capital, no dia 18 de setembro passado.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895