Efetivo do 6º Batalhão de Polícia de Choque já tem o primeiro comandante

Efetivo do 6º Batalhão de Polícia de Choque já tem o primeiro comandante

Tropa do 6º BPChq da Brigada Militar atua na fronteira com Uruguai e Argentina, combatendo tráfico de drogas e armas, abigeato e outros crimes

Correio do Povo

BM também tem tropas especializadas em outras cinco regiões do RS

publicidade

O novo 6º Batalhão de Polícia de Choque (6º BPChq) da Brigada Militar será comandado pelo major Otemar Maia Bianchini. A solenidade oficial de posse ocorreu na segunda-feira em Uruguaiana. O ato foi conduzido pelo subcomandante-geral da BM, coronel Cláudio dos Santos Feoli, e pelo comandante do Comando de Policiamento de Choque (CPChq) da BM, coronel André Ilha Feliú.

A criação do 6° BPChq e do CPChq foi anunciada em dezembro do ano passado, dentro da estratégia de aproveitamento dos 860 policiais militares formados naquele mês, com priorização de unidades de maior impacto regional.

O efetivo do 6º BPChq atua em toda a faixa da fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai e a Argentina, realizando operações policiais especializadas para o combate às organizações criminosas que operam de forma transnacional, em atividades ilegais como tráfico de drogas e contrabando de armamento e mercadorias. A unidade para a repressão de crimes rurais típicos da região, como o abigeato e o furto de maquinários e insumos agrícolas.

A BM já possui o 1º BPChq de Porto Alegre, o 2º BPChq de Santa Maria, o 3º BPChq de Passo Fundo, o 4º BPChq de Caxias do Sul e o 5º BPChq de Pelotas.

Na cerimônia de segunda-feira em Uruguaiana foi efetivada também a troca de comando do 1° Batalhão de Polícia de Área de Fronteira (1° BPAF), que será agora conduzido pelo tenente-coronel Ives Claudio Pacheco.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895