Facção criminosa é alvo de ofensiva da Polícia Civil na Zona Sul de Porto Alegre

Facção criminosa é alvo de ofensiva da Polícia Civil na Zona Sul de Porto Alegre

Ação dos agentes do Denarc foi deflagrada nos bairros Vila Nova e Restinga

Correio do Povo

Houve a apreensão de 1,3 mil pinos e mais 80 gramas de cocaína, uma pistola, um revólver e munição, entre outros

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil lançou na manhã desta quarta-feira uma ofensiva contra uma facção criminosa em Porto Alegre. A operação Vila Nova foi comandada pelo delegado Thiago Bennemann nos bairros Vila Nova e Restinga.

Houve o cumprimento de nove mandados judiciais de busca e apreensão em residências e apartamentos de condomínios populares controlados pelos traficantes. A mobilização teve apoio do helicóptero da Divisão de Apoio Aéreo da Coordenadoria de Recursos Especiais.

Houve a prisão de quatro criminosos, sendo que um deles encontrava-se foragido. Os agentes do Denarc apreenderam cerca de 1,3 mil pinos e mais uma porção de 80 gramas de cocaína, além de uma pistola calibre 45 e um revólver calibre 38 com numeração raspada. Em torno de 50 munições, material para embalar entorpecentes, um caderno de anotações da movimentação financeira e sete telefones celulares também foram recolhidos.

As investigações monitoraram a atuação de facção criminosa que é responsável pela comercialização de drogas para pontos de venda em áreas territoriais controladas pelo grupo criminoso na Zona Sul da Capital, sobretudo nos bairros Vila Nova e Restinga.

O diretor do Denarc, delegado Vladimir Urach, destacou que a operação Vila Nova envolve “o permanente esforço da Polícia Civil objetivando a apreensão de drogas em áreas conflagradas pelo tráfico e o enfrentamento da expansão de facções criminosas narcotraficantes na Capital e Região Metropolitana”.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895