Justiça aceita denúncia contra cirurgião acusado de cometer crimes sexuais contra 18 mulheres

Justiça aceita denúncia contra cirurgião acusado de cometer crimes sexuais contra 18 mulheres

Peça, apresentada pelo Ministério Público (MP-RS) há uma semana, foi aceita nesta sexta-feira pela 2ª Vara Criminal de Porto Alegre

Everton Calbar / Rádio Guaíba

publicidade

O cirurgião plástico, de 54 anos, responderá na Justiça por crimes sexuais cometidos contra 18 mulheres entre 2005 e 2021. A denúncia, apresentada pelo Ministério Público (MP-RS) há uma semana, foi aceita nesta sexta-feira pela 2ª Vara Criminal de Porto Alegre. 

Na peça, o médico foi acusado pelo órgão de cometer ao menos 34 vezes os crimes de estupro, violação sexual mediante fraude, antigo delito de atentado violento ao pudor – vigente à época de alguns fatos –, importunação sexual e assédio sexual contra as vítimas. 

Conforme o MP-RS, a denúncia foi oferecida após análise de 10 inquéritos policiais encaminhados pela 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher da Capital, contendo mais de 140 depoimentos, entre vítimas e testemunhas. O cirurgião plástico está preso preventivamente desde o dia 16 de julho.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895