Laboratório de produção de cocaína é desativado pelo Denarc em Taquara

Laboratório de produção de cocaína é desativado pelo Denarc em Taquara

Droga seria preparada em larga escala em uma propriedade rural no interior do municípío

Correio do Povo

Quase 20 quilos de drogas, insumos e maquinários foram apreendidos no local

publicidade

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil desativou um laboratório de produção de cocaína montado pela facção criminosa Os Manos no município de Taquara. A operação Morro Negro foi encerrada na madrugada desta quinta-feira após ter sido desencadeada no dia anterior. Agentes sob comando do delegado Thiago Bennemann Gonçalves descobriram que uma propriedade rural, situada na localidade de Morro Negro, servia para abrigar o preparo da droga. “Indícios apontam para produção em larga escala”, declarou Thiago Bennemann. Já o diretor do Denarc, delegado Vladimir Urack, destacou o êxito da operação.

Segundo o delegado Thiago Bennemann Gonçalves, uma equipe chegou ao local após dois meses de investigações que revelaram o uso do sítio como local de recebimento, preparação e distribuição de drogas para a facção criminosa, cuja base fica no Vale do Rio dos Sinos. Após buscas na propriedade, os policiais civis encontraram tonéis industriais enterrados.

Houve a apreensão então de 12 quilos de cocaína; quatro quilos de crack, três quilos de lidocaína utilizada para misturar com a droga, prensa hidráulica, formas para produção de tijolos de cocaína, logomarcas para drogas sendo um cavalo, um peixe, uma maça e duas armas cruzadas. "As drogas estão avaliadas em mais de R$ 300 mil", observou.

Objetos utilizados no produção de cocaína, balança de precisão, uma arma longa, munição, material plástico para embalar entorpecentes e um veículo também foram recolhidos durante a ação. Um traficante foi preso no local. O trabalho investigativo terá prosseguimento.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895