Liderança de organização criminosa no Ceará é capturada quando passeava em Gramado, na Serra

Liderança de organização criminosa no Ceará é capturada quando passeava em Gramado, na Serra

Policiais civis daquele estado viajaram mais de quatro mil quilômetros para prender "Majestade"

Correio do Povo

Ação resultou ainda na apreensão de armas e drogas na Região Metropolitana de Fortaleza

publicidade

A Polícia Civil do Ceará confirmou nesta quarta-feira que a criminosa conhecida como “Majestade”, de 27 anos, foi capturada recentemente quando passeava na cidade gaúcha de Gramado, na Serra. Agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Fortaleza cumpriram um mandado de prisão preventiva. Um telefone celular foi recolhido.

Os policiais civis cearenses viajaram mais de quatro mil quilômetros para prender a “Majestade”, que já responde por roubo, associação criminosa, crime contra a fé pública e tráfico de drogas. Ela é suspeita de ser responsável pelo controle financeiro e pela distribuição de áreas de tráfico de drogas de uma organização criminosa atuante no Ceará. 

O delegado geral adjunto da Polícia Civil do Ceará, Márcio Rodrigo Gutiérrez, observou que a criminosa vinha sendo monitorada nos últimos oito meses. Ela era considerada foragida desde abril deste ano, quando rompeu uma tornozeleira eletrônica. "A prisão dela é relevante porque traz um grande recado. Enquanto a gente tem indivíduos disputando territórios, mercado e o tráfico de drogas violentamente, há esse indivíduos de alta hierarquia e que têm poder de comando, que usufruem desses recursos financeiros angariados com atividade criminosa", afirmou.

Enquanto a criminosa era presa no Rio Grande do Sul, os agentes da Draco apreenderam duas pistolas de calibres 380 e 40, além de 80 munições. Maconha, cocaína e crack, balanças de precisão e dinheiro, bem como mais uma arma, foram também encontrados com três criminosos do grupo dela.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895