Moradores da Vila Cruzeiro protestam após morte em ocorrência atendida pela Brigada Militar

Moradores da Vila Cruzeiro protestam após morte em ocorrência atendida pela Brigada Militar

Manifestação incendiou veículos e bloqueou vias na região

Correio do Povo

Grupo de moradores da Cruzeiro protestou contra a Brigada Militar

publicidade

Um grupo de moradores da Vila Cruzeiro, na zona Sul de Porto Alegre, protestou contra a Brigada Militar no início da tarde desta terça-feira, após a morte de uma mulher que residia na região. Ruas foram bloqueadas na área, com pedaços de madeira e um veículo foi incendiado no meio da rua. Não há informação sobre outros feridos. 

De acordo com informações preliminares repassadas por uma sobrinha da mulher que morreu, a Brigada Militar teria ido até uma casa da Vila Cruzeiro após ser acionada para averiguar uma denúncia de tráfico de drogas. Conforme ela, a mulher não estava em casa no momento em que os policiais chegaram ao local. Quando tentou entrar na residência, ela teria caído de uma escada e falecido no local. 

A moradora seria uma servidora pública municipal e que, segundo os vizinhos, residia no local havia anos e não tinha envolvimento com o crime.

Em nota, a Brigada Militar informou que a moradora teve um mal súbito e que a corporção havia ido ao local para socorrê-la, já que o Samu estaria demorando. Segundo a BM, ela chegou a ser levada ao Postão da Cruzeiro, mas não resistiu. A Brigada Militar considerou a manifestação pacífica e afirma que não houve confronto.  


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895