Morte em escritório de advocacia é investigada pela Polícia Civil em Porto Alegre

Morte em escritório de advocacia é investigada pela Polícia Civil em Porto Alegre

Hipótese de latrocínio é apurada, mas não é descartado por enquanto também o homicídio

Correio do Povo

Suspeito do crime foi flagrado por uma câmera de monitoramento

publicidade

A Polícia Civil investiga o assassinato de Luciano Viana Haeser, 44 anos, ocorrido na tarde da última terça-feira na avenida Assis Brasil, no bairro Passo D´Areia, em Porto Alegre. A hipótese de latrocínio é apurada, mas não é descartada também a possibilidade de um homicídio. O caso está com a 9ª DP, chefiada pelo delegado Alexandre Vieira.

Luciano Viana Haeser foi baleado e morto dentro do escritório de advocacia da esposa, que atua na área do direito previdenciário. O estabelecimento fica situado no andar térreo de um prédio. De acordo com os agentes da 9ª DP, a vítima estava nos fundos e correu para a frente após ouvir os gritos da mulher, sendo alvejado.

Imagens de uma câmera de monitoramento registraram o suspeito de ser o autor do crime no momento da fuga. Com máscara contra o coronavírus, o indivíduo deixa calmamente a área, após ter trancado a porta da entrada do escritório pelo lado de fora com a chave. Os dois telefones celulares do casal foram levados.

Inicialmente, a Brigada Militar atendeu a ocorrência no local, que ficou isolado. O Instituto-Geral de Perícias, através do Departamento de Criminalística e Departamento Médico Legal, enviou as equipes.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895