capa

Mulher morta no Túnel da Conceição foi assassinada com golpes de pedra

Agentes buscam imagens de câmeras de segurança que possam auxiliar o trabalho de investigação

Por
Franceli Stefani

Mulher foi encontrada morta no Túnel da Conceição

publicidade

Ainda não foi identificada a mulher encontrada morta em um vão que há no Túnel da Conceição, na área Central de Porto Alegre, na manhã desta terça. De acordo com a Polícia Civil, ela foi assassinada com golpes de uma pedra na região da face e cabeça. Foi encontrada já sem vida. Conforme a Brigada Militar (BM), o corpo foi encontrado por volta das 11h40min. A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) assumiu o caso, após ser acionada pela Delegacia de Homicídios, que tratou o crime como feminicídio e informou que há indícios que ela tenha sofrido violência sexual.

De acordo com delegada adjunta da Deam, Karine Heineck, uma testemunha foi conduzida até a delegacia durante a tarde e agora os agentes buscam imagens de câmeras de segurança que possam auxiliar o trabalho de investigação. “Nossas equipes tentaram conversar com moradores de rua do entorno, ouvimos uma pessoa que conhecia a mulher e que nos deu informações sobre o local em que ela foi encontrada”, expressou. Ela salientou que o ponto em que estava o corpo não é considerado um ponto para programas sexuais. “Nos disse que a vítima não teria ido até lá por ser perigoso e usado para o consumo de crack. Ela não era usuária do entorpecente, pelas informações repassadas”, informou.

A delegada frisou que remeteu diversos ofícios para a perícia, solicitando coleta de material genético no corpo e em objetos localizados no entorno. A Polícia Civil acredita que ela tinha por volta de 35 anos. Ela era conhecida pelos populares como Karina.