Onze pessoas são presas em operação contra a disputa do tráfico de drogas em Porto Alegre

Onze pessoas são presas em operação contra a disputa do tráfico de drogas em Porto Alegre

Outros quatro envolvidos nas mortes de seis pessoas, ocorridas em janeiro, no bairro Jardim Carvalho, já estavam recolhidos no sistema pin

Sidney de Jesus

Dez pessoas são presas em operação contra disputa por tráfico de drogas em Porto Alegre

publicidade

Com a intenção de terminar com a guerra entre facções que disputam pontos de tráfico em Porto Alegre, a Polícia Civil deflagrou, na manhã desta segunda-feira a Operação Constrição 5. Na operação, em conjunto com a Brigada Militar, policiais cumprem sete mandados de busca e apreensão e 16 de prisão.

Na ação, foram presos 11 criminosos. Quatro deles já estavam recolhidos ao sistema penitenciário. Ainda foram apreendidas armas e drogas. A ação também foi realizada em presídios, com o apoio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

A Operação Constrição é proveniente de investigações sobre sete mortes ocorridas no mês de janeiro, no bairro Jardim Carvalho, na zona Leste da Capital, que estão ligadas ao tráfico de entorpecentes.  

As mortes colocaram as forças de segurança pública em alerta, principalmente, diante do fato de possíveis retaliações. Após a sequência de homicídios, diversas prisões foram efetuadas pela BM, inclusive, havendo confronto armado em alguns dos episódios. Numa das ocasiões, um quarteto criminoso foi capturado antes de colocar em prática um atentado que serviria como vingança às mortes no fim de janeiro.

De acordo com o delegado titular da 5ª DHPP, Gabriel Bicca, a operação teve como fundamento a investigação das mortes violentas que aconteceram no bairro. Ele destacou que no início de janeiro houve uma morte confirmada de um usuário de drogas na Rua Eduardo Seco, que não era alvo, mas estava no ponto de tráfico.

“As outras seis mortes, dentro do contexto de disputa por pontos de tráfico de drogas entre facções criminosas, aconteceram num intervalo de menos de 48 horas, num raio de um quilômetro, na região da Colina, próxima ao Jardim Carvalho”, informou o delegado.

Bicca ressaltou, ainda, que no fim de janeiro aconteceram dois triplos homicídios na zona Leste da Capital. “Um foi no sábado, dia 30, e outro no domingo, 31. Todos eles foram praticados por integrantes de uma facção criminosa das regiões da Cruzeiro do Sul e Santa Tereza”, afirmou delegado, lembrando que os interesses dos criminosos é a disputa por pontos do tráfico de drogas na região.

“Durante as investigações conseguimos obter as ordens judiciais. Hoje efetuamos 11 prisões, além de sete mandados de busca e apreensão. Dois deles foram realizados dentro do presídio Central, com o apoio da Brigada Militar. No local foram feitas revistas em galerias vinculadas aos criminosos que estariam presos na época crime, e teriam uma participação na condição de orquestradores desta ação” revelou o delegado.

Gabriel Bicca lembrou que houve uma movimentação das organizações criminosas para ter ação e reação, mas Brigada Militar conseguiu, antecipar várias ações e efetuar prisões. “Além das prisões, nos últimos dias a Polícia Civil e a BM apreenderam mais de 20 armas. Acreditamos que essas ações irão desmobilizar as facções e arrefecer os ânimos”, destacou o delegado.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895