capa

Operação apreende R$ 1,5 milhão em drogas, em Bagé

Ação desarticulou quadrilha de tráfico comandada de dentro da Pasc

Por
Correio do Povo

Operação foi desencadeada em conjunto pela Polícia Civil e Brigada Militar

publicidade

Mais de R$ 1,5 milhão em drogas foram apreendidos na operação conjunta Aliance da Polícia Civil e Brigada Militar desencadeada em Bagé, no Sudoeste do Rio Grande do Sul. Cerca de dez quilos de crack, 5,7 quilos de cocaína, seis quilos de maconha e 196 comprimidos de ecstasy foram recolhidos durante a ação deflagrada a partir da noite de terça-feira pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) e pelo 6º Regimento de Polícia Montada (6ºRPMon).

Cerca de R$ 57 mil em dinheiro, uma pistola calibre 9 milímetros, um revólver calibre 38, munição inclusive de fuzil e três balanças de precisão também foram também encontrados pelos policiais civis e militares. Quatro traficantes foram presos em flagrante. A cocaína é conhecida como “escama de peixe”, cujo grau de pureza é elevado. A quantidade apreendida é suficiente para preparar 11,4 mil porções. Já o crack poderia render até 100 mil pedras e a maconha se transformaria em 13,8 mil cigarros.

A operação Aliance investiga o tráfico de drogas comandado de dentro da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) por dois detentos de Bagé. Os apenados possuem extensas fichas de antecedentes criminais e, ao encontraram-se no estabelecimento prisional, firmaram uma aliança para unificar o narcotráfico na região. O delegado Cristiano Ritta, da Draco, que coordenou a investigação, destacou a integração entre as duas instituições policiais e o combate ao crime organizado a partir da união surgida entre dois grandes traficantes da cidade. Segundo ele, a mobilização “desabasteceu dezenas de pontos de venda de drogas distribuídos na cidade”. Ele lembrou ainda que até uma extorsão mediante sequestro, além de diversos roubos, foram evitados ao longo do trabalho investigativo que resultou até então na prisão de mais de dez criminosos.