Organização criminosa de tráfico de drogas e armas, além de execuções, é alvo da Polícia Civil

Organização criminosa de tráfico de drogas e armas, além de execuções, é alvo da Polícia Civil

Rara no país, uma espingarda de fabricação turca foi apreendida na ação em quatro cidades

Correio do Povo

Armamento, munições, cocaína e dinheiro foram recolhidos

publicidade

A 5ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (5ª DPHPP) de Porto Alegre deflagrou na manhã desta quinta-feira a operação Big Garden, que investiga uma facção criminosa envolvida com o tráfico de drogas e execuções. Houve o cumprimento de 15 mandados judiciais de busca e apreensão em Porto Alegre, Taquara, Campo Bom e Parobé.

Dois criminosos foram presos com armamento enterrado, sendo duas pistolas, dois revólveres e uma arma longa que chamou a atenção dos policiais civis. Trata-se de uma espingarda calibre 12 semiautomática, de origem turca, adquirida através do tráfico internacional de armamento praticado pela facção.

Durante a investigação, a equipe da 5ª DPHPP descobriu um vídeo onde os criminosos aparecem ostentando as armas apreendidas, especialmente a espingarda turca que é inclusive rara no país. A venda no mercado ilícito está estimada em mais de R$ 20 mil. Os agentes recolheram ainda munições de calibre 380 e 12, cerca de 300 porções de cocaína, em torno de R$ 2 mil em dinheiro, telefones celulares e objetos de valor.

A organização criminosa nasceu no bairro Vila Jardim, em Porto Alegre, e possui ramificações por várias cidades gaúchas, como Taquara e Tapes. Além de narcotráfico, tráfico de armas e homicídios, o grupo atua também em roubos. Dezenas de homicídios na Capital e Interior foram cometidos pelos bandidos.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895