Penitenciária Estadual de Porto Alegre é alvo de uma operação pente-fino da Susepe

Penitenciária Estadual de Porto Alegre é alvo de uma operação pente-fino da Susepe

Revista visa a apreensão de materiais ilícitos entre os detentos, como celulares, drogas e estoques

Correio do Povo

Grupo de Ações Especiais (GAES) retirou os detentos para o pátio antes da varredura nas celas

publicidade

Agentes penais realizam uma operação pente-fino, na manhã desta sexta-feira, da Penitenciária Estadual de Porto Alegre, junto à Cadeia Pública (antigo Presídio Central). A revista acontece no Módulos de Vivência 2, onde existem 13 celas com 99 detentos no regime fechado. Segundo a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), o Grupo de Ações Especiais (GAES) começou a operação com a retirada dos apenados para o pátio a partir das 7h.

A varredura ocorre após a apreensão de 25 celulares que chegariam até os presos no último domingo. Os aparelhos telefônicos, além de carregadores, quatro chips, uma balança, três aquecedores de água e seis cabos de energia para aparelhos eletrônicos, estavam dentro de nove pacotes arremessados para dentro do pátio por indivíduos no lado externo do muro. A Penitenciária Estadual de Porto Alegre está com 624 detentos, mas possui 652 vagas em quatro galerias.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895