Polícia Civil apura motivação em caso de mulher morta e decapitada em São Leopoldo

Polícia Civil apura motivação em caso de mulher morta e decapitada em São Leopoldo

Vítima, de 41 anos, tinha antecedentes criminais por narcotráfico e fazia parte da facção criminosa do Vale do Rio dos Sinos

Correio do Povo

Corpo foi encontrado dia 8 em mata de eucalipto, perto da estrada Presidente Lucena, no bairro Scharlau

publicidade

Após a identificação da mulher encontrada decapitada no dia 8 deste mês, a Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de São Leopoldo apura agora a motivação do crime. A vítima, de 41 anos, tinha antecedentes criminais por narcotráfico e fazia parte da facção criminosa do Vale do Rio dos Sinos.

“Próximos passos são identificar quais foram os últimos passos dela do dia em que em foi morta, e quem teria motivos para matar, dentro do tráfico de drogas”, adiantou o delegado André Serrão na manhã desta quinta-feira à reportagem do Correio do Povo.

O crime ocorreu cerca de dez dias antes da descoberta do corpo em uma área de mata de eucalipto, perto da estrada Presidente Lucena, no bairro Scharlau. O cadáver estava em avançado estado de putrefação e encontrava-se coberto por um produto semelhante a cal. A cabeça e uma das mãos ainda não apareceram. A investigação busca também identificar quem foram os autores da execução. “Não temos suspeitos ainda”, frisou Serrão.

 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895