Polícia Civil avança na investigação sobre a chacina no bairro Teresópolis, em Porto Alegre

Polícia Civil avança na investigação sobre a chacina no bairro Teresópolis, em Porto Alegre

Já a Brigada Militar reforçou o policiamento ostensivo na região e também na área onde partiu o ataque que deixou quatro mortos

Correio do Povo

Equipe da 6ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (6ª DPHPP) apura o crime

publicidade

A 6ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (6ª DPHPP) da Polícia Civil já apura a chacina com quatro mortos ocorrida na tarde de sábado passado no bairro Teresópolis, em Porto Alegre. “A investigação está avançando”, adiantou nesta segunda-feira o delegado Thiago Carrijo, que aguarda os laudos do Instituto-Geral de Perícias (IGP). Ele suspeita que o crime, registrado em uma casa na rua Helena Pettenuzzi Santiago, perto da vila Cruzeiro do Sul, está relacionado ao tráfico de drogas.

Já a Brigada Militar reforçou o policiamento ostensivo na região na área de onde teria partido o atentado. O comandante do 1º BPM, tenente-coronel Alexander Pereira Cardoso, confirmou ontem a intensificação das ações, que incluem abordagens e incursões. “Estamos monitorando para coibir confrontos e novos ataques”, disse, citando até o apoio do Batalhão de Aviação da BM. “Pode ter sido um fato isolado e até interno de uma facção”, não descartou.

As vítimas, três homens e uma mulher, foram mortas com tiros de pistolas pelos ocupantes possivelmente de um HB20, de cor preta. O veículo estacionou na frente da residência e os atiradores desceram, invadindo a moradia. O crime ocorreu em um dos quartos.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895