Polícia Civil prende mulher que matou recém-nascido, em Encruzilhada do Sul

Polícia Civil prende mulher que matou recém-nascido, em Encruzilhada do Sul

O caso ocorreu na noite do dia 24 de outubro. A investigada foi presa preventivamente por matar seu próprio filho após o parto e jogar o corpo no lixo

Vitória Fagundes

publicidade

 A Polícia Civil prendeu, na tarde desta sexta-feira, a mulher que jogou um recém-nascido no lixo, em Encruzilhada do Sul, no Vale do Rio Pardo. A suspeita, de 18 anos, foi presa preventivamente por matar seu próprio filho após o parto e jogar o corpo no lixo.

As investigações iniciaram após coletores de lixo da cidade terem visto o bebê dentro de uma sacola no caminhão de lixo, no dia 24 de outubro. A ocorrência foi registrada por volta das 19h30 no bairro Campos Verdes, em Encruzilhada do Sul. O delegado responsável pelo caso, Róbinson Palominio, afirma que as investigações foram tratadas como homicídio, visto que o bebê respirava fora do útero, após confirmação de exame pericial. A investigada vai responder também por ocultação de cadáver, já que, após o parto, ela colocou o recém-nascido no lixo. A denúncia, conforme o delegado, se deu através de uma agente de saúde que acompanhava a região e suspeitava que a mulher estivesse grávida.

“A suspeita confessou ter realizado o parto e jogado o feto no lixo, porém negou saber que estava grávida. Além disso, disse que, aparentemente, o bebê havia nascido sem vida e que o colocou no lixo por medo de que seus familiares ficassem ‘contra’ ela”, destaca delegado.

O bebê apresentava duas perfuraçõesno tórax, as quais, segundo o delegado e a perícia criminal, não podem ter sido produzidas pelo caminhão de lixo nem pela lixeira. A investigada foi encaminhada para o presídio de Guaíba e está à disposição do Poder Judiciário.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895