Polícia Civil prende quatro envolvidos no assassinato de médico em Caxias do Sul

Polícia Civil prende quatro envolvidos no assassinato de médico em Caxias do Sul

Guilherme de Oliveira Lahm, 34 anos, foi morto a tiros na rua General Mallet, no bairro Rio Branco

Correio do Povo

Câmera de monitoramento registrou o crime ocorrido em março deste ano

publicidade

A Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Caxias do Sul, coordenada pelo delegado Caio Márcio Brissola Fernandes, anunciou a prisão de quatro suspeitos de envolvimento no assassinato do médico Guilherme de Oliveira Lahm, 34 anos. O crime ocorreu no final da noite de 27 de março deste ano na rua General Mallet, próximo da esquina com a rua Germano Parolini, no bairro Rio Branco, sendo registrado por uma câmera de monitoramento.

Nessa segunda-feira, os policiais civis cumpriram as ordens judiciais, incluindo mandados de busca e apreensão, na operação Doutor. Durante os sete meses de investigações, os agentes identificaram todos os participantes e as respectivas condutas. Dois revólveres foram apreendidos. Uma das armas pode ter sido efetivamente empregada no homicídio qualificado consumado.

Conforme a DPHPP, o crime teve grande repercussão social na época “em razão de a vítima ser um médico sem antecedentes criminais ou qualquer vinculação com atividades criminosas e ter sido morta na frente da esposa e de seus filhos”.

O médico clínico geral foi surpreendido por um criminoso quando chegava em uma Ford Ranger na casa da mãe para buscar as filhas, depois de acompanhar um show nos pavilhões da Festa da Uva. Ele foi atingido por ao menos dois tiros efetuados por um indivíduo que se aproximou dele na calçada. A vítima, que vinha recebendo ameaças de morte, tentou ainda fugir, mas tombou em via pública.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895