Polícia refuta tese de racha para acidente com duas mortes em Portão
capa

Polícia refuta tese de racha para acidente com duas mortes em Portão

Infração de trânsito no acesso à ERS 240 resultou na tragédia, apurou investigação

Por
Ananda Müller/Rádio Guaíba

publicidade

A Polícia Civil refutou nesta segunda-feira a hipótese de que um racha tenha provocado a morte de um casal, ainda na noite de sábado passado, em Portão, no Vale do Sinos. Conforme o delegado Joel Wagner, responsável pelas investigações, uma infração de trânsito no momento do acesso de um dos veículos envolvidos no acidente à ERS 240 resultou na tragédia. Uma faixa reservada aos carros que pretendem acessar a via prevê parada obrigatória, o que não foi respeitado pelo condutor do veículo responsável pelo acidente.

A partir disso, o carro que cometeu a infração invadiu a pista e bateu em um Monza, que foi arremessado contra uma Nissan Frontier. Morreram o condutor e a passageira do Monza. Motorista e passageiros da Nissan foram encaminhados para atendimento médico, mas não correm risco de morte.

Imagens de câmeras de segurança de um posto de gasolina e de uma empresa foram coletadas, mas a resolução baixa não auxiliou nas investigações. Relatos de testemunhas, no entanto, auxiliaram a polícia a chegar até o condutor do carro que causou o acidente. O veículo já foi recolhido e ainda nesta semana os envolvidos devem prestar depoimento.

Como não houve flagrante, ninguém foi preso.